Mundo

Instalação de mísseis norte-coreana quase completa prova que Pyongyang continua o desenvolvimento do ICBM

Instalação de mísseis norte-coreana quase completa prova que Pyongyang continua o desenvolvimento do ICBM 1
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Um relatório do think tank de Washington que a Coréia do Norte está “quase concluindo” uma instalação de mísseis balísticos eficiente para acomodar toda a caixa de ferramentas de mísseis balísticos de Pyongyang destaca a modernização e o crescimento do programa ICBM do país, apesar dos esforços globais para detê-lo, afirmaram profissionais quarta-feira.

O Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais de Pesquisa (CSIS) divulgou na terça-feira o Centro de Assistência a Mísseis Balísticos Sil-li quase completo, mencionando imagens de satélite.

De acordo com o CSIS, o site, situado perto do Aeroporto Internacional de Pyongyang, consiste em uma estrutura de alta baía eficiente no setor imobiliário, qualquer uma das chaves de mísseis balísticos reconhecidas da Coréia do Norte em sua caixa de ferramentas. Da mesma forma, foi construído perto de uma instalação subterrânea grande o suficiente para acomodar todos os foguetes norte-coreanos, consistindo de lançadores e veículos de assistência.

“No conjunto, essas características sugerem que essa instalação provavelmente foi projetada para apoiar operações de mísseis balísticos”, afirmou o relatório.

“Como tal, é outro componente da infraestrutura de mísseis balísticos da Coréia do Norte que passou por modernização e expansão nos últimos 10 anos”, acrescentou.

As imagens provavelmente confirmam que a Coréia do Norte realmente continuou a “desenvolver e expandir sua infraestrutura de mísseis balísticos”, de acordo com o analista sênior de imagens do CSIS, Joseph Bermudez, que compôs o relatório.

“Não houve desaceleração que possamos detectar no momento”, informou Bermudez na quarta-feira ao Serviço Coreano da RFA.

“Torna-se parte da ampla estrutura de mísseis balísticos da Coréia do Norte e precisa ser resolvido em futuras conversas norte-coreanas e norte-americanas”, acrescentou.

“O que faz, no entanto, é trazer isso à luz do público para abordar o problema de uma maneira mais notificada, pois ajuda os moradores da Coréia do Sul a afetarem a política sul-coreana. [toward North Korea], e faz exatamente a mesma coisa aqui nos Estados Unidos, [and in] Japão, Rússia e China ”, afirmou.

“É importante informar o público sobre as características das ameaças de mísseis balísticos norte-coreanos, porque o público influencia a política, e a política acaba por influenciar o desenvolvimento diplomático entre o mundo e a Coréia do Norte”, acrescentou.

O desenvolvimento contínuo das habilidades com mísseis de Pyongyang permanece alinhado à garantia de Kim Jong Un de 2017 de produzir ICBMs em grande escala, informou Michael Ellerman, do Instituto Internacional de Pesquisas Estratégicas, à RFA.

Leia Também  Potencial vulnerabilidade do Facebook no iOS 13.2.2 abre câmera sem autorização - Z6 Mag
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

“Em suma, o artigo destaca os esforços da Coréia do Norte para construir suas forças estratégicas de mísseis e é consistente com o compromisso de Kim Jong Un no final de 2017, onde ele se gabava de que a Coréia do Norte começaria a produção em série de suas armas nucleares de longo alcance. mísseis armados ”, afirmou o diretor de não-proliferação e política nuclear.

“A construção de instalações de apoio a mísseis sugere que mísseis de longo alcance estão sendo produzidos em ritmo acelerado. No entanto, as questões sobre a viabilidade operacional e a confiabilidade de seus mísseis de longo alcance continuam sendo uma questão em aberto, uma vez que foram realizados poucos testes de teste dos protótipos de mísseis Hwasong-14 e 15, ”acrescentou Ellerman.

Os dois modelos foram avaliados pela primeira vez em 2017, com vários especialistas afirmando que ambos os estilos podem ter a capacidade de atingir os Estados Unidos.

Um profissional sul-coreano informou a RFA que, embora o site mostre que a Coréia do Norte realmente não interrompeu seus esforços de desenvolvimento de instalações de mísseis, a instalação serve para proteger apenas o Aeroporto de Pyongyang.

“Parece que a Coréia do Norte está continuamente tentando fortalecer e desenvolver capacidades de mísseis balísticos de curto, médio e longo alcance desde a ‘conclusão das armas nucleares’ em 2017”, afirmou Park Young-ho, diretor do Instituto de Estudos de Pesquisa da Paz Seul, descrevendo a linguagem utilizada por Kim Jong Un em uma declaração de abril de 2018 de que a Coréia do Norte havia construído uma bomba e pararia os testes nucleares e lançamentos de ICBMs, à frente de seu topo histórico com o presidente sul-coreano Moon Jae – naquele mês.

“Como a instalação está localizada perto do aeroporto de Pyongyang Sunan, pode ser vista como uma base de mísseis para defender o aeroporto de Sunan em caso de crise militar”, afirmou Park.

A RFA entrou em contato com o Ministério do Casamento da Coréia do Sul, e um representante afirmou que o ministério sabia que o relatório do CSIS se recusou a comentar ainda mais, afirmando que não seria adequado que o ministério falasse abertamente sobre informações associadas às forças armadas da Coréia do Norte.

Por outro lado, a Heaven House, o escritório governamental da Coréia do Sul, informou a RFA que não conhecia o relatório.

Um representante do Departamento de Estado dos EUA se recusou a comentar sobre questões de inteligência.

Leia Também  Veeam nomeia novo CISO | ISJ International Security Journal

Reportagem extra de Hee Jung Yang e Jaeduk Seo para o Serviço Coreano da RFA. Tradução por Leejin Jun.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *